Locomoção em Bangalore

A coisa mais importante para iniciar as suas compras em Bangalore é definir o tipo de locomoção que você vai pegar. Um bom mapa também é muito importante para ir andando, ou conferir se o motorista entendeu onde você quer ir.
Não adianta utilizar nomes de ruas (salvo ruas conhecidas como Brigade Road, M.G. Road etc), deve ser utilizado pontos importantes, chamados “Landmarks”. Por exemplo, para ir para o trabalho eu tenho que falar “Cauvery Theatre”, para ir para casa “The Indian Express Building”… e assim por diante.
O motivo disto é o nome das ruas menores, as principais têm nome e as secundárias paralelas são 1st Main, 2nd Main, 3rd Main e as perpendiculares 1st Cross, 2nd Cross …. Um endereço sempre tem que ter a localidade (uma espécie de bairro aqui) por causa disso.

  • Andando

Andar em Bangalore não é para os fracos de coração, apenas 3% das calçadas são consideradas aptas para caminhar, existe bastante lixo espalhado e as vezes as motos passam pela calçada para “cortar caminho”. Atravessar as ruas é um desafio, já que aparentemente os carros, motos e auto-rickshaws miram em você… o jeito é fechar os olhos e tocar para frente. Devido a poluição, eu não aconselho ficar mais do que 4 horas andando em ruas movimentadas.

  • Auto-Rickshaw

O jeito mais “colorido” de andar pela cidade (confira o vídeo), podem ser pegos os que ficam parados em pontos específicos ou acenar para os que estão andando. Não se assuste se o rickshaw parar no meio da rua, literalmente no meio da rua, para você entrar. Nunca entre sem antes falar onde você quer ir e o preço (caso ele não aceite o “Meter“).
Você vai tentar conversar com o motorista, não tente passar endereços, deve-se passar pontos específicos conhecidos como explicado acima. Depois que ele repetir o local (faça ele repetir), vai começar a negociação.
Peça “Meter“, se o cara reclamar muito diga “Meter plus 10 Rupees“. Nunca dê gorjeta maior que 10 Rúpias, senão eles ficam mal acostumados! 😉 Caso o motorista não aceite, ele vai passar um preço, você retruca com um valor de 30% do ofertado (que geralmente seria o valor do medidor) e pode subir até no máximo 50% do ofertado (que seria o valor do medidor com gorjeta), se o motorista não aceitar, dê as costas e procure outro. As vezes eles não aceitam, independente do valor, pois o lugar que você quer ir tem muito trânsito ou eles não conhecem.

Atualização junho/2009: Outro jeito que eu venho fazendo é passar o landmark e caso o cara aceite eu pulo pra dentro do rickshaw, se em 5 segundos o cara não ligar o medidor, eu mando ligar. Se o cara não quiser e oferecer um preço absurdo, eu simplesmente mando parar e pego outro! 🙂

  • Serviços de Táxi

Existem algumas empresas de Táxi confiáveis, deve-se lembrar de negociar todo o preço antes de contratar o serviço… senão é incomodação na certa!

Cel Cabs – Telefone 080 60609090
Tem pacotes de 4 horas com 40km (Rs. 650) e 8 horas com 80km (Rs. 950) além de corridas normais (pick-up and drop), boa parte dos motorista tem inglês funcional e são educados. É o principal que utilizamos.

Easy Cabs – Telefone 080 43434343
Não sei se tem pacotes de horas, mas possuem muitos táxis aqui em Bangalore.

Meru Cab – Telefone 080 44224422
Fazem apenas corridas, dão nota fiscal e são táxis novos (Renault Logan). Existem uns 50 parados sempre no Aeroporto e mais 150 pela cidade (foi o que a propaganda disse). São motoristas muito cordiais e educados, todos que pegamos até agora falavam inglês muito bem e aparentemente não tentaram nos enganar nas corridas.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (1 vote cast)
Locomoção em Bangalore, 10.0 out of 10 based on 1 rating

Experiências de Chico e Carol em Bangalore