Almoçando comida indiana

Nos últimos dias estou almoçando em um restaurante indiano. A comida, é claro, é indiana, Andhra Pradesh style!

Já comi Chicken Curry e ontem foi Mixed fried rice (arroz frito com carne de ovelha, galinha e lagostins). Isto só foi possível porque um dos brasileiros que está trabalhando no projeto morou muito tempo no México e adora comida apimentada.

A melhor parte do restaurante é que pode fumar dentro! Fumar dentro de ambientes se tornou ilegal aqui na Índia em 12 de outubro de 2008, legal né? 🙂

Vou ver se tiro alguma foto do almoço para mostrar para vocês depois! 🙂

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)

Mais um desafio!

Olá amigos!

“A vida é feita de desafios”, me disseram isso quando viemos para a Índia. É a mais pura verdade. Um de cada vez, enfrentamos dia após dia, e nessa semana algo de grande proporção aconteceu, saí pela primeira vez sem o Chico. Sai com minha amiga Giliane, esposa do nosso querido Benhur, que trabalha com o Chico.
Em uma pacata manhã Giliane me liga me convidando para fazer umas compras para casa com ela na região da Commercial Street, um dos lugares mais atordoados e barulhentos da cidade, assemelha-se a Rua 25 de Março em São Paulo. Mas sem pestanejar eu disse… Vamos!
Ela chegou aqui em casa e logo saímos, parecia que tinha esquecido algo em casa… Como uma peça de roupa, documentos ou dinheiro, era o Chico que “me faltava”, mas mesmo assim fui. Pegamos o Auto-Rickshaw, viramos do avesso aquela rua, depois fomos para um shopping e para uma grande loja de artigos domésticos. Compramos algumas coisas, rimos, conversamos. Definitivamente, foi algo memorável para mim.
Pode até parecer bobo, infantil, mas isso foi um momento de liberdade com risco controlado, spray de pimenta no bolso, cara de brava, mas mesmo assim senti grande felicidade e satisfação pelo feito.
Quando o Chico chegou em casa, não se cabia em tanta alegria e orgulho, queria saber cada detalhe da minha aventura com Giliane, pois apesar de não falarmos muito a respeito, ambos sabemos que ficar em casa sempre e depender de uma pessoa para tudo, não faz bem.
Mais um desafio transposto!
Queria deixar registrado aqui meu agradecimento a Giliane, que apesar das adversidades, sempre tem um lindo sorriso e uma piadinha para aliviar a tensão. Sempre que quiser ir passear, é só me chamar, viu?!

Abraços a todos!

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)

Kit Frio!

Olá!
Na minha preparação para o passeio em Paris, vi que existem informações sobre “como se preparar para o Inverno Europeu”. Mas, ou são muito vagas ou incompletas. Primeiro não se iluda com o “frio ameno de Paris”, isso é uma comparação com outros países super gelados daquele continente, portanto, vá preparada.

Um bom par de botas: com solado de borracha, impermeável e cano longo, se você for comprar, procure algum modelo básico, que combine com os seus jeans e que não pareça que você seja uma garçonete de uma estação de esqui. Escolha um modelo confortável, os com forro de lã são muito bons.

Meias de lã natural: não, não são aquelas meias que a sua avó fazia para você dormir quando pequeno! Hoje existem modelos nacionais e importados para vender no Brasil, normalmente se encontram em lojas de turismo de aventura. Essa meia é boa, pois mesmo se o seu pé suar, a meia “respira”, evitando que o pé fique molhado. Evite repetir o par de um dia para outro, logo, faça o cálculo de quantas irá precisar, considerando se você vai lavar roupa ou não. Usei também um par de algodão grosso (daquelas que se usa em academia) e deu tudo certo.

Segunda pele: Sem o risco de puxar fio como a meia-calça. existe uma alta tecnologia na produção dessa roupa, tem a blusa de manga comprida e a calça. O forro é macio como o fleece, e a parte externa se assemelha ao dry-fit, leve, rápido para secar e o mais importante, não se perde mobilidade vestindo essas peças. Existem várias marcas, mas a brasileira “Solo” é uma das mais baratas, no site deles existem uma infinidade de lojas que vendem seus produtos, inclusive on line.

Cachecol: peca importante do vestuário, sendo o mais barato de todos os itens dessa lista procure variar, Existem vários tipos e tecidos, o de lã uruguaia, facilmente encontrado no sul do Brasil está de bom tamanho. Usei também um feito em tear, mas como o ponto dele e mais grosso, certifique-se que a lã seja mais espessa e tenha bastante volume. Também pode-se comprar um neck tube, e encontrado em lojas de turismo de aventura, na tradução ao pé da letra e um tubo para o pescoço, de forma cilíndrica você passa o apetrecho pela cabeça e encaixa no pescoço, não é tão glamoroso, mas é barato e protege bem do frio.

Luvas: item que eu não aprecio, mas foi necessário. No Brasil uma luva adequada que se encontra em lojas de aventura não sai por menos de R$ 75,00, se você for valente pode esperar para comprar em algum supermercado ou C&A por uns $ 12,00 Euros. Existem modelos e tamanhos, então na hora de comprar veja em qual você se adapta maior. Ah, não compre luvas de esqui, as luvas para cidade são mais finas e em cores mais discretas.

Gorro: não importa se você tem cabelão ou não, você precisa proteger o cucuruco do frio. Claro que pode-se usar o capuz do casaco, mas para evitar que todos vejam o quão descabelada está, use um belo gorrinho / boina, existem várias formas, modelos e preços, eu usei um de couro, forrado com pêlo de ovelha (que eu comprei há anos no ARS em Floripa, a loja ainda existe) e outro de fleece, que pode ser usado como neck tube, mas se tiver uma cordinha com trava, fecha-se uma das pontas, usa-se também como gorro. Evite usar aquele fino de lã, pois pouco vai adiantar.

Casaco: e a peca mais cara do “kit Inverno”, prepare-se para fazer um investimento, pela minha pesquisa, não sai por menos de R$ 700,00, Além de precisar ser impermeável, procure por modelos que cubram o traseiro (pois frio lá ninguém merece, jaquetinha da moda que mostra o lombo, nem pensar), com algum forro, seja de fibra ou de lã, compramos um com forro de pluma e é muito leve e quentinho. Algumas outras coisas que são aconselháveis, capuz com a ponta de pluma (isso barra o vento e a neve de ir aos seus olhos), a manga externa pode ser aberta, mas procure dentro dela uma manga fechada, do tipo canelada no punho (isso evita a entrada de vento pelos braços). A má notícia é que pouco encontrei disso no Brasil, mas para a salvação, encontrei duas lojas, uma delas vende on line. Como eu tive a sorte de pegar as liquidações, levei um casaco preto de inverno emprestado e lá comprei um para mim. Caso você for aos USA não se preocupe, lá você encontrará casacos baratos e ótimos, mas na Zona Euro, procure pela C&A ou outros magazines mais populares, será caro, mas ainda existe a possibilidade de ser mais barato do que comprar no Brasil.

Blusas de lã: Considerando que você está usando a segunda pele e um bom casaco de frio, a blusa de lã não precisa ser um grande investimento. Usei uma fina de lã pura que peguei emprestada, funcionou perfeitamente, nos outros dias usei aquelas fuleironas de lã acrílica, mas coloquei uma camiseta manga comprida entre ela e a segunda pele e resolveu. Podem-se comprar também os casacos de fleece, com zíper ou não, vendidos em lojas de turismo para aventura.

Calças: com a segunda pele e a bota cano longo, use as calças que você usa no inverno de sua cidade, Jeans está mais que o suficiente! Não se assuste se você encontrar as meninas de saia sem meia, o courinho delas já está mais preparado que o nosso. Por motivos de mobilidade e conforto, não usei saia / vestido.

A menos que você seja muito rica ou viva em um país gelado, você vai ficar 100% de acordo. Em Paris ou em outras cidades fashion é difícil estar na moda inverno, alias como eles já são mais acostumados com o frio, não precisam de tantos apetrechos.
Mas mais importante é aproveitar o passeio, quem se importa se você conseguiu um casaco emprestado amarelo mostarda com um forro verde abacate!!!! É bem melhor ir com ele e poder conhecer os lugares do que ir com uma charmosa jaqueta jeans da Ellus – que eles nem conhecem, e não conseguir sair do hotel.
Mas por favor, estamos falando de invernos europeus amenos com mínimas de -10o C, não tente ir para a Rússia ou Letônia vestida assim!!!

Links Úteis:

http://www.solobr.com/ – marca da segunda pele – no site tem os links dos vendedores autorizados.

http://www.benevento.com.br/ – loja que vende artigos de inverno para a cidade, preços razoáveis e roupas eficazes. Vende on line

http://www.lojadeinverno.com.br/ – loja que vende artigos de inverno para a cidade, não vende on line, lojas no Rio de Janeiro.

http://www.canyonadventure.com.br/ – loja de turismo de aventura vende on line.

http://www.capitaomalagueta.com.br/ – outra loja de Turismo de aventura vende on line e tem no shopping Beiramar em Floripa.

http://www.centauro.com.br/ – Loja esportiva que vende on line e possui alguns itens de interesse.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 8.7/10 (3 votes cast)

Com direito a album de fotografias e tudo!

Acabamos de criar uma nova página, chamada de Album de fotografias. Cada vez aparecem mais fotos e estava ficando complicado visualizar de forma organizada. Então pronto… agora ficou fácil! 😉

A Carol está fazendo um post com o “kit de frio” para dar uma dica ao pessoal que vai passear, e eu estou acabando de colocar as fotos do noss último dia de férias!

Também fizemos mais pesquisas para colocar no super guia, mas ainda não colocamos no ar.

E nada da minha minha mãe entrar na internet pra falar com a gente… 🙁

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)